Crítica | It: A Coisa – Drama com toques de terror que diverte mais do que assusta!

Crítica | It: A Coisa – Drama com toques de terror que diverte mais do que assusta!

COMPARTILHE!

É inacreditável o poder que as tramas do mestre Stephen King possuem em mexer com nosso imaginário e psicológico. Seus livros se tornam fenômenos logo que são lançados, alcançado uma legião cada vez mais crescente de fãs e seguidores.

Porém, suas obras dificilmente são adaptadas decentemente, sempre gerando um conteúdo muito aquém dos livros.
Este que vos escreve é um grande fã das obras do escritor, e também de suas adaptações. Sou fã de filmes bem sucedidos, como ‘ Carrie – A Estranha’, ‘ Um Sonho de Liberdade ’, ‘ O Iluminado ’, ‘ Conta Comigo ’, e também de suas adaptações mais furrecas, como ‘ Sonâmbulos ’, ‘ Fenda no Tempo (que vinha em duas fitas VHS e era mega comprido) e ‘A Maldição de Carrie’.

Após as adaptações medianas de ‘ A Torre Negra ’ e ‘ O Nevoeiro’, finalmente chega aos cinemas ‘ It – A Coisa ’ – e posso te garantir: trata-se se uma das melhores adaptações da carreira de King, um drama com toques de terror que diverte muito mais do que assusta.

Participe do nosso grupo ESPECIAL no Facebook» https://goo.gl/BBFEmQ


A história tem início nas férias escolares de 1958, em Derry, pacata cidadezinha do Maine, Bill, Richie, Stan, Mike, Eddie, Bene Beverlyformam o Clube dos Perdedores– jovens que não são populares e sofrem bullying. Naquele verão, eles enfrentaram pela primeira vez a Coisa , um ser sobrenatural e maligno que deixou terríveis marcas de sangue em Derry e aprenderam o real sentido da amizade, do amor, da confiança e… do medo. O mais profundo e tenebroso medo.

Fiel ao livro, a nova adaptação de ‘ It – A Coisa ’ promete se tornar um clássico do cinema moderno. Sua história lembra muito o clássico ‘ Conta Comigo ’, também de King, mas adiciona elementos de terror.

Cada uma das crianças protagonistas possuem seus próprios demônios: temos casos de pedofilia, famílias abusivas, racismo, entre outras tramas bastante pesadas que dão um tom meio oitentista para a produção. O diretor foi bastante audacioso em criar uma história bastante obscura, mesmo usando crianças como protagonistas. Esses demônios que assustam cada uma das crianças protagonistas são mais aterrorizantes que o Pennywise em si, tirando a força do palhaço diabólico.

O maior problema nas cenas que tentam assustador é a trilha sonora: sempre que algo amedrontador está para acontecer, a música começa a aumentar seu volume preparando o espectador para o susto e tirando um pouco da surpresa – algo que já havia acontecido com ‘ Annabelle 2 – A Origem do Mal’.

Apesar de não ser tão assustador quanto o palhaço vivido por Tim Curry na versão de 1990, Bill Skarsgård entrega um Pennywise extremamente sinistro e realista – mesmo que algumas vezes seja estragado pelo CGI excessivo.

O jovem elenco é sensacional, e apesar de pouco conhecidos, os atores dão um show em cena. Os principais destaques são: a maravilhosa Sophia Lillis, que interpreta a única garota do grupo; Finn Wolfhard , recém saído do sucesso ‘ Stranger Things’ que serve como alívio cômico; o garotinho sobrepeso vivido por Jeremy Ray Taylor, o mais interessante personagem do filme; e o protagonista gago, interpretado brilhantemente pelo fofo Jaeden Lieberher .

Entregando mais drama do que terror, ‘ It – A Coisa ’ é um blockbuster bem realizado e dirigido que consegue nos apresentar protagonistas aprofundados e interessantes, que nos manterão presos na cadeira durante toda a sua jornada pelo medo. É um filme que utiliza uma figura macabra para traçar uma metáfora sobre a passagem da infância para a vida adulta, algo muito explorado nos livros do Stephen King .

E no final, quando vem aquele gostinho de quero mais, descobrimos que esse é apenas o Capítulo 1dessa história incrível. Voltaremos a ver esses personagens queridos novamente no Capítulo 2, que promete mostrar o que aconteceu com cada um deles 27 anos depois, quando Pennywise retorna do mundo dos mortos ainda mais macabro e assustador. Pelo menos é o que esperamos.


Crítica | Thor Ragnarok [COM SPOILERS!!!!]


» Siga o CinePOPno Facebook e no Twitter para saber todas as notícias sobre cinema! «

[AVISO]Os comentários passam por uma aprovação e podem demorar até 24 horas para serem disponibilizados no site. Comentários com conteúdo ofensivo serão deletados, e o usuário pode ser banido. Respeita a opinião alheia e comporte-se.

Mobilize your Website
View Site in Mobile | Classic
Share by: